Vestibular 2020.1 da UNINASSAU
Polêmica

Fluminense de Feira desiste de contratar Bruno

Bruno Fernandes cumpre regime semiaberto após ter sido condenado pelo assassinato, em 2010, da modelo Eliza Samudio, com quem mantinha relação
2020-01-06 10:19:25
Da Redação
Crédito: DOUGLAS MAGNO/AFP
Crédito: DOUGLAS MAGNO/AFP
Embasa 3

Com propostas de duas equipes – o Tupi/MG e o Cuiabá/MT – o goleiro Bruno não vem mais defender o Fluminense de Feira no Campeonato Baiano 2020. Os dirigentes tricolores iniciaram conversas com o atleta e o seu empresário no final da última semana, causando grande polêmica na cidade já que o jogador cumpre pena em regime semiaberto pelo assassinato da ex-modelo Eliza Samudio. A situação causou muitas divergências e os cartolas foram duramente criticados nas redes sociais, mas de acordo com o presidente do Conselho Deliberativo do clube, Deraldo Conceição isso não teve peso na decisão sobre a situação do jogador.

 

A possibilidade da contratação de Bruno foi levantada no final da semana passada, quando o presidente do Fluminense, Everton Carneiro, o Pastor Tom confirmou entendimentos com o jogador e seu empresário. O dirigente inclusive informou que tinha chegado a um acordo com relação às bases salariais do arqueiro de 35 anos, porém durante o final de semana a situação se reverteu, pois já havia sido divulgado pela imprensa de que Bruno teria propostas do Tupi de Juiz de Fora/MG e do Cuiabá/MT, sendo que esta última superior a do Fluminense.

 

No final de semana aconteceu nova rodada de negociação, quando os dirigentes feirenses tiveram a confirmação das outras duas propostas. “Ele (Bruno) e o seu empresário nos informaram das propostas e como uma delas é superior à nossa resolvemos encerrar o assunto e voltar as atenções para esta reta final de preparação da equipe para a estreia no Baiano”, informou Deraldo Conceição.

 

REPERCUSSÃO

 

Deraldo Conceição deixou claro que a desistência nada tem a ver com as críticas feitas por torcedores, principalmente através das redes sociais. “A questão é que não vamos avançar na proposta financeira. Se ele recebeu uma proposta melhor é natural que vá para onde seja melhor para ele. Agora essa história de influência de rede social é conversa fiada, mesmo porque muitas pessoas que se manifestaram, inclusive da própria imprensa nunca sequer pisaram no Joia da Princesa. Como levar em conta opiniões deste tipo? Na verdade isso só confirma que na nossa sociedade ainda existe muita hipocrisia porque todos os seres humanos são passiveis de erros e merecem uma chance de recomeçar, mas infelizmente ainda existem pessoas que são cheias de erros e antes de apontar os dos outros deveriam olhar seus próprios erros”, criticou Deraldo Conceição.

 

O presidente do Conselho confirmou que não foi feito nenhum tipo de contrato com o goleiro Bruno e o clube não sofrerá prejuízos. “Houveram conversas, negociações, mas nada foi assinado porque tinha também a questão judicial a ser observada. Caso a negociação avançasse, ele nos enviaria a documentação, geraríamos o contrato e mandaríamos para a Justiça em Minas Gerais, juntamente com a cópia da fórmula de disputa do Campeonato Baiano para que tivéssemos a devida autorização para que ele pudesse vir jogar aqui”, informou Deraldo Conceição. 

Comentários

Tacitus Tecnologia
PMFS Escola