Vestibular 2020.1 da UNINASSAU
Procon/Feira

Fiscalização coíbe venda de livro do professor e novo

Os fiscais foram à Feira pela segunda vez, apurar denúncias, mas que nada de ilegal foi contatado
2020-01-08 10:33:52
Secom/PMFS
Crédito: Reprodução
Crédito: Reprodução
Embasa 4

A fiscalização do Superintendência Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-FSA), autarquia do Governo Municipal, esteve na Feira do Livro na manhã desta terça-feira (7) logo depois de iniciada as vendas nas 22 barracas que neste ano foram montadas no estacionamento da Prefeitura.


“A gente observa se os livreiros estão vendendo volumes novos ou aqueles usados pelos professores em sala de aula”, disse o coordenador da fiscalização, Camilo Cerqueira.


Ele comentou que os fiscais foram à Feira pela segunda vez, apurar denúncias, mas que nada de ilegal foi contatado. Estava acompanhado pelos fiscais Adomilson Nascimento e Dilma Ferreira.


Camilo Cerqueira disse que o trabalho realizado é preventivo e que a coordenação da feira realiza um trabalho de conscientização dos livreiros, com relação a proibição deste tipo de venda.


Nesta segunda-feira, dezenas de mães, pais e responsáveis, com listas nas mãos, foram às compras. “A gente busca livros em boas condições físicas e a preços baixos”, disse Cilene Santos Conceição, mãe de um aluno.


Está comum vir pessoas de outros municípios na feira. Adna Pacheco, que mora em Coração de Maria, comprou livros para o filho que vai cursar o terceiro ano. “Procurei e encontrei volumes em bom estado a preços ótimos”.


A economia varia de 30% a 60%, quando comparados preços vistos na feira com os que são praticados nas livrarias. A iniciativa conta com o apoio do Governo do prefeito Colbert Martins Filho. 

Comentários

Tacitus Tecnologia
PMFS Airton Senna