PMFS
Feira de Santana

Taxistas buscam adequação para atividade sobreviver

Entre os usuários de táxi, 37% disseram que usam menos essa modalidade de transporte do que usavam há um ano
2020-01-13 09:44:33
Da Redação
Crédito: Mário Sepúlveda/FE
Crédito: Mário Sepúlveda/FE

O uso do táxi como meio de transporte vem caindo, movimento contrário ao uso de apps de transporte, que continuam crescendo. Com essa mudança no cenário de transportes, os motoristas de taxis tem, cada vez mais, tratados a profissão como “bico”. A mudança teria sido resultado da diminuição das corridas, com a chegada dos serviços dos aplicativos de transporte alternativo.


Entre os usuários de táxi, 37% disseram que usam menos essa modalidade de transporte do que usavam há um ano. Por outro lado, 68% dos usuários de aplicativos de transporte por meio de carros particulares dizem usar mais do que há um ano-somente 9% disseram ter reduzido o uso.


A saída que muitos motoristas tem encontrado para melhorar suas rendas é tratar a profissão, que antes era principal, como complemento. Os profissionais tem procurado outros afazeres, como é o caso de Edilson Souza, que roda de taxi durante o final de semana tinha renda de R$ 300 aos sábados, com a mudança dos consumidores, passou a ser de R$30 a R$50 no mesmo dias. “Era uma maravilha. Conseguia tirar uma grana boa. Hoje eu vendo caldo e trabalho em uma empresa como motorista”, conta.


Outros motoristas tem optado por vender água e outros serviços. “Vários taxistas, me vendo no trânsito vendendo água, disseram que eu estou melhor do que eles, porque as corridas caíram muito com a introdução do transporte individual alternativo”, relata. Feira de Santana possui cerca de 1350 taxistas cadastrados que compõem a frota de táxi da cidade.


A cidade dispõe de 70 pontos oficiais de táxi e duas entidades representantes da categoria: Sindicato dos Condutores Autônomos de Veículos Rodoviários de Feira de Santana (SINCAVER) e Associação dos Taxistas de Feira de Santana (ASTAFS).


Atualmente, a bandeirada na cidade está custando R$ 4,90. Colocando em prática este valor, uma corrida da rodoviária até o Mercado de Arte fica por R$ 10. Já do Mercado de Arte até o Bairro do Tomba fica em torno de R$25 a R$30.


Aumento na tarifa do taxi


Segundo o presidente do Sindicato dos Taxistas, Lioomar Ferreira, a classe não irá aumentar a taxa de reajuste as tarifas do serviço de transporte de passageiros em veículos de aluguel a taxímetro. “Esse ano as coisas estão começando igual como terminou o ano de 2019. A classe está avessa a qualquer tipo de aumento, por o taxista entendeu que a tarifa vai permanecer a mesmo dos últimos três anos, por conta da disputa com os aplicativos”, explica.


Para Liomar, mesmo que haja a necessidade do reajuste, ele acredita que isso afastaria ainda mais os passageiros. “Não que não haja a necessidade desse reajuste, mas não dá pra falar em aumento no sentido de sobreviver a essa disputa com os aplicativos”, conclui o sindicalista.

Comentários

Tacitus Tecnologia