Obras por toda a Bahia 2020
Maior patamar

BA: informalidade atinge 54,7% dos trabalhadores

O número de empregados no setor privado chegou a 1,461 milhão de pessoas
2020-02-14 11:12:41
Crédito: Reprodução
Crédito: Reprodução
PMFS

Em 2019, o número de empregados no setor privado com carteira assinada na Bahia voltou a mostrar variação positiva após quatro anos consecutivos em queda (recuava desde 2015) e chegou a 1,461 milhão de pessoas. Isso representou um discreto aumento de 0,2% em relação a 2018, quando 1,458 milhão de trabalhadores estavam nessa condição (mais 3 mil pessoas com carteira assinada em um ano), seguindo os resultados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNADC) Trimestral referentes ao 4º trimestre e ano de 2019.

 

Por outro lado, o número de empregados sem carteira no estado cresceu pelo terceiro ano consecutivo (+5,1%), chegando a 1,077 milhão de pessoas em 2019, 52 mil a mais que em 2018, quando esse grupo somava 1,025 milhão de trabalhadores. O total de empregados sem carteira em 2019 na Bahia, foi o mais alto para o estado em toda a série histórica da PNAD Contínua.

 

O número de número de trabalhadores por conta própria também retomou o crescimento em 2019. Chegou a 1,708 milhão de pessoas no ano passado 0,6% maior que em 2018, quando eram 1,697 milhão de trabalhadores nessa condição (mais 11 mil contas-próprias em um ano).

 

Assim, a informalidade no mercado de trabalho baiano atingiu, em 2019, seu maior patamar desde 2016. Mais da metade dos trabalhadores no estado (54,7%) eram informais em 2019 (em 2018 a percentagem era de 54,3%), o que representava 3,164 milhões de pessoas.

Comentários

Tacitus Tecnologia
PMFS