PMFS
Estratégia

População deve evitar aglomerações na vacinação drive thru em Feira de Santana

No primeiro dia da estratégia de drive thru muitas pessoas reclamaram de demora de chegada da vacina
2020-03-25 10:53:30
Secom/PMFS
Crédito: Raylle Ketlly
Crédito: Raylle Ketlly

“A estratégia de vacinação em drive thru visa ser realizada de forma rápida, com pessoas chegando, sendo atendidas e saindo. O comportamento de formar fila antes do horário programado não é uma recomendação da Prefeitura”, esclarece a secretária de Saúde, Denise Lima Mascarenhas.


Antes das 11h30 já estava formada uma fila de carros nos dois pontos de drive thru. “O objetivo de oferecer esses pontos de vacina rápida é evitar aglomerações, mas a população está fazendo o contrário. Recebemos cerca de 42 mil doses para a campanha, então não é preciso se preocupar. Se o idoso não conseguir ser vacinado no mesmo dia, ele tem até o final da campanha, dia 22 de maio”, pontuou Denise.


No primeiro dia da estratégia de drive thru muitas pessoas reclamaram de demora de chegada da vacina. "O imunobiológico precisa de toda logística, pois em uma vacinação externa não temos geladeira, utilizamos o isopor. Se ficar exposto muito tempo no calor pode resfriar e invalidar essas doses. Nossos profissionais estão sempre atentos para evitar esse esfriamento e enviaram as doses no horário marcado para o início da vacinação", esclarece a secretária.


A nova estratégia do Governo do prefeito Colbert Martins Filho pretende desafogar a demanda nas unidades de saúde. Em apenas dois dias de realização da Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza a procura tem sido muito grande.
Pessoas acima de 60 anos de idade podem ser vacinadas, por ordem de chegada, dentro do veículo. Para isso, se faz necessário apresentar documento de identidade e, caso possua, caderneta de vacinação.


Os pontos de vacinação em drive thru são: Saída E2 do Shopping Boulevard (próximo a academia Selfit) e estacionamento da UniFTC (rua Artêmia Pires, bairro Sim).


A estratégia do drive thru teve início nesta terça-feira (24) e segue até a próxima sexta-feira (27) das 8h às 17h. “A vacina é oferecida exclusivamente ao idoso, o que não impede que outra pessoa esteja conduzindo o veículo. Informamos também que essa é uma nova estratégia. A vacinação nas unidades continua ocorrendo", explica Denise.


Não há contraindicação para a vacina, porém pessoas com febre devem adiar a vacinação e pessoas com alergia a proteína do ovo devem comunicar ao profissional de saúde.


A campanha de vacinação contra influenza segue até o dia 22 de maio, sendo 9 de maio o dia D de mobilização nacional. A meta é vacinar 90% de cada público alvo.


A primeira etapa da campanha atende exclusivamente pessoas acima de 60 anos de idade e trabalhadores da saúde. Os idosos devem procurar as unidades de saúde entre os dias 23 de março a 15 de abril, já os profissionais de saúde serão vacinados no local de trabalho.


Na segunda etapa da campanha, que começa dia 16 de abril e vai até 8 de maio, professores de escolas públicas e privadas, profissionais das forças de segurança e salvamento serão vacinados.


A última etapa da campanha, entre os dias 9 e 22 de maio, abrange crianças de seis meses a menores de seis anos (5 anos, 11 meses e 29 dias), pessoas de 55 a 59 anos de idade, pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, gestantes, mulheres em período pós parto, povos indígenas, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional. 

 

A campanha foi antecipada pelo Ministério da Saúde em trinta dias como estratégia para oferecer proteção contra a influenza e reduzir os impactos sobre os serviços de saúde, devido o atual cenário de combate ao coronavírus e seus sintomas semelhantes com a influenza.

Comentários

Tacitus Tecnologia