Aglomerar
Baianão 2021

Juazeirense vence Bahia de virada pela primeira rodada

O time de transição tricolor perdeu neste domingo (21) da Juazeirense, que contou com um elenco mais entrosado e experiente
2021-02-21 18:33:55
Crédito: Felipe Oliveira/EC Bahia
Crédito: Felipe Oliveira/EC Bahia
PMFS Coronavirus

A estreia do Bahia no Campeonato Baiano foi decepcionante. Em casa, o time de transição tricolor perdeu neste domingo (21) da Juazeirense, que contou com um elenco mais entrosado e experiente, além de uma falha do goleiro Leandro para vencer por 2x1 na Fonte Nova, de virada.


Aliás, o contraste entre as atuações dos goleiros marcou a partida. Enquanto o jovem Leandro viveu uma tarde infeliz, do outro lado Rodrigo Calaça defendeu um pênalti de Caio Mello e segurou a vitória do Cancão de Fogo.


O primeiro tempo mostrou os dois times jogando para o ataque, e o destaque foi para a semelhança entre os gols marcados. O do Bahia saiu aos 31 minutos; o da Juazeirense, aos 40. Ambos em chutes de fora da área no canto direito do goleiro adversário.


Bruno Camilo anotou o primeiro gol tricolor na temporada 2021 - embora a 2020 ainda esteja em andamento para o clube. Livre, em posição frontal, ele preparou o chute no cantinho e superou Rodrigo Calaça.


Nove minutos depois, Sapé fez quase igual. A diferença é que precisou passar por um marcador antes de finalizar. Chute rasante que Leandro, do Bahia, ainda foi nela mas não conseguiu alcançar.


Por sinal, se a posição de goleiro preocupa o elenco principal ao longo desta temporada, o chamado time de transição começa 2021 sofrendo do mesmo problema. Leandro seria decisivo no segundo tempo, mas não a favor do Esquadrão. Com menos de um minuto, Sapé chutou de fora da área, no meio do gol, e o garoto de 20 anos - contratado do Palmeiras em janeiro - falhou feio e soltou a bola no pé de Kesley. Era a virada da Juazeirense.


Aos 11 minutos, outra falha de Leandro, dessa vez em falta cobrada por Clebson, quase propiciou o terceiro gol do Cancão. O zagueiro Gustavo Henrique salvou.


A pressão da Juazeirense motivou o técnico Cláudio Prates a mudar a equipe do Bahia. Acionou Chrystian e Jeremias em uma tentativa de melhorar a criação no meio-campo. Não houve uma evolução notável, mas o tricolor teve uma oportunidade clara de empatar quando Marcelo Ryan sofreu pênalti de Dedé aos 25 minutos. Caio Mello cobrou e o goleiro Rodrigo Calaça defendeu não só o chute dele, como também o de Dodô no rebote.


Depois disso, a Juazeirense suportou a pressão até o fim e saiu da Fonte Nova com um resultado grandioso. Foi a primeira vez na história que o clube do Norte do estado ganhou do Bahia. 

Comentários

Tacitus Tecnologia
Aglomerar