Vereador preso por suspeita de fraude perde mandato

Luiz Carlos Escuta (PP), que havia assumido o mandato após a prisão, agora é titular do mandato
2017-08-09 14:36:59
bahia.ba
Crédito: Reprodução

O vereador de Ilhéus Jamil Ocke (PP), preso desde março durante Operação Citrus, teve o mandato extinto na Câmara de Vereadores da cidade do sul da Bahia, na terça-feira (8), porque ficou afastado por mais de 120 dias do trabalho legislativo.

 

A norma integra o regimento da Casa. A extinção foi determinada pela assessoria jurídica da Câmara e ainda cabe recurso.

 

Com a extinção, o vereador Luiz Carlos Escuta (PP), que havia assumido a vaga após a prisão, agora é titular do mandato.

Comentários

Tacitus Tecnologia
PMFS Outubro Rosa