Joesley só entrega novas gravações se acordo for mantido

Defesa do empresário, que foi preso neste domingo (10), nega que houve omissão de provas na colaboração premiada
2017-09-11 09:17:06
bahia.ba
Crédito: Reprodução

O dono da JBS, Joesley Batista, que foi preso neste domingo (10), só pretende entregar novas gravações à Procuradoria-Geral da República (PGR) se seu acordo de colaboração premiada for mantido.

 

De acordo com a coluna Painel, da Folha, a defesa do empresário argumenta que não houve omissão de provas, já que o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin concedeu, no último dia 1º de setembro, mais 60 dias para os delatores anexarem dados ao caso.

 

Joesley trabalhava com a tese de que os delatores não eram obrigados a repassar à PGR gravações e documentos nos quais julgavam não haver indícios de crimes. Os procuradores entendem que cabe a eles dizer se e onde há problemas.

Comentários

Tacitus Tecnologia
PMFS RUA VIVA