Polícia libera presidente da Bamor e indicia seis por ataque a torcedor do Leão

A polícia apreendeu um revólver calibre 38 e uma barra de ferro
2017-09-11 12:51:34
A Tarde
Alberto Maraux | Divulgação | SSP-BA

Seis integrantes da torcida organizada Bamor foram indiciados na manhã desta segunda-feira, 11, suspeitos de participar de uma ação que deixou um torcedor do Vitória baleado neste domingo, 10. Inicialmente, o presidente da entidade, Luciano da Silva Venâncio, chegou a ser levado para delegacia, mas ele foi liberado após prestar esclarecimentos.

 

César Bloise Barbosa, Daniel Cruz Alves Júnior, Danilo Barbosa Souza, Edílson da Silva Venâncio, Thiago Rabelo Oliveira e Diego Santos Novaes foram encaminhados para uma audiência de custódia ainda na manhã de hoje.

 

O crime aconteceu na avenida Gal Costa, horas antes do jogo do Vitória X Fluminense, no Barradão. O grupo suspeito e um revólver calibre 38 foram localizados pelo Batalhão Especializado de Policiamento em Eventos (Bepe) na sede da organizada, nos Barris.

 

Não há informações sobre o estado de saúde da vítima, que foi atingida no braço. A arma apreendida e o projétil que atingiu o torcedor foram encaminhados para perícia no Departamento de Polícia Técnica (DPT).

 

“O objetivo é esclarecer quem foi o autor do disparo e se o revólver apreendido foi utilizado na ação criminosa. Algumas testemunhas nos disseram quem atirou, mas aguardaremos a conclusão dos laudos”, explicou a delegada Patrícia Brito, do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Comentários

Tacitus Tecnologia
PMFS 184 anos