Programa ajuda famílias carentes com alimentos

As pessoas contempladas, extremamente necessitadas, são selecionadas sob os critérios do projeto
2017-09-12 14:20:19
Secom/PMFS
Reprodução

Feijão, abóbora, batata-doce, alface, coentro, aipim, entre outros itens, produzidos na zona rural de Feira de Santana, através das associações comunitárias participantes do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), estão chegando à mesa de famílias carentes no município. As pessoas contempladas, extremamente necessitadas, são selecionadas sob os critérios do projeto.

 

A autônoma Maria Luiza Teles, que luta há três anos contra um câncer de mama (ela é uma dos beneficiárias da Associação Odungê), foi uma das pessoas que receberam donativos do programa esta semana. Os alimentos, diz Maria Luíza, vão permitir a refeição da família por vários dias. “Muitas vezes não temos condições de comprar”. A ação visa o enfrentamento da fome e da pobreza no Brasil e o fortalecimento da agricultura familiar.

 

Feira de Santana conduz o projeto através da SETTDEC. O Ministério de Desenvolvimento Social disponibilizou R$ 2,7 milhões para o PAA. Em Feira, mais de 570 agricultores estão cadastrados. Os produtores participantes são agricultores familiares e comunidades tradicionais ou empreendimentos familiares rurais.

 

As entidades escolhidas, bem como os produtores, fizeram cadastro no Conselho Municipal de Assistência Social e foram aprovados pelo Conselho Municipal de Segurança Alimentar. As 270 famílias beneficiadas através da Associação Odungê possuem o Número de Inscrição Social (NIS).

 

“Não tem felicidade maior do que ver o agricultor comercializando os produtos e participando de um projeto tão importante”, disse Mário Borges, técnico agrícola da Secretaria Municipal de Trabalho, Turismo e Desenvolvimento Social (SETTDEC).

Comentários

Tacitus Tecnologia
PMFS Outubro Rosa