PMFS Som Alto

Procon e Ibametro recolhem produtos não certificados

Os objetos foram levados para Salvador
2017-10-08 15:41:55
Secom/PMFS
Crédito: Reprodução

A ação de fiscalização conjunta do Procon de Feira de Santana e o Ibametro, na última sexta-feira (6) resultou em apreensão de brinquedos que não tinham o obrigatório selo da identificação da conformidade de qualidade do Inmetro nas embalagens. Estavam sendo vendidos em lojas do setor formal.


Os órgãos orientam aos pais que comprarão brinquedo para presentear crianças no dia 12, que observem as orientações na hora da aquisição, e que façam suas compras no mercado formal, que poderão ser encontrados em caso de reclamação.


Os objetos foram levados para Salvador. Segundo o chefe da Fiscalização do Procon, Alexandre Simas, os estabelecimentos terão ampla defesa e, para reaver os brinquedos, deverão apresentar a defesa exigida pelo Ibametro. O prazo varia de dez a 15 dias.


Ele enfatiza que, além do selo, as informações devem ser em português e constar a faixa etária a qual o brinquedo é destinado. “O selo é a garantia de qualidade e de segurança para as crianças”, afirmou Alexandre Simas, que estava acompanhado por Adonilson Nascimento e Wilson Dias, ambos do Procon.


De acordo com o especialista em Metodologia e Qualidade do Ibametro, Adauto Mascarenhas, que participou da fiscalização, os brinquedos importados não estão nos parâmetros da garantia de qualidade exigida pelos órgão de controle nacionais.


Ainda disse que inicia-se um processo, onde as empresas apresentam defesa. Caso percam e não haja apresentação de recurso, os produtos apreendidos são destruídos. “Os pais devem observar se os brinquedos tem o selo”, orienta.


Os fiscais do Ibametro também verificaram, pela internet, se os selos de vários produtos são verdadeiros, numa pesquisa direta no banco de dados do órgão – no site onde os consumidores poderão fazer este tipo de controle.

Comentários

Tacitus Tecnologia