PMFS Som Alto

Velocidade na terra agitou Circuito Leo Bala

Não faltou nada para quem foi curtir a sétima e oitava etapas do Campeonato Baiano de Velocidade na Terra
2017-10-09 15:32:48
Crédito: GABRIELA SIMÕES

Tudo que o público amante da Velocidade na Terra gosta aconteceu, no último domingo (8), na capital baiana do automobilismo, em São Francisco do Conde, cidade do Recôncavo. Na reta final do campeonato não faltou emoção e adrenalina no Circuito Leo Bala.

 

Os primeiros a irem para a pista foram os pilotos da categoria Kart Cross. O líder, Romero Sampaio (763) não teve dificuldades para vencer as duas baterias e, praticamente, levar o caneco reservado ao campeão para Mata de São João. "Tive uma pequena falha na largada, mas, graças à Deus, consegui abrir uma boa vantagem e terminou sendo uma prova tranquila", contou o vencedor depois da bandeirada.

 

A adrenalina da categoria ficou reservada para o piloto estreante, Diego de São Miguel França, morador de Santo Amaro, que entrou muito forte na curva e deu a primeira capotada da manhã. "Foi uma boa capotada. Acho que dobrei demais na segunda curva, estava muito em alta, perdi o controle, subiu o barranco e já foi, né. Vi o mundo, quatro vezes, de cabeça para baixo, mas ai, bola para frente, não tive nada, graças à Deus, não machuquei nada, a gaiola é perfeita", comentou o jovem piloto.

 

A outra capotagem foi do piloto Heckel Damasceno (721), na primeira bateria da categoria Turismo, com motor 1.6 refrigerado a água e, também, não trouxe problemas para o piloto. O vencedor desta bateria foi o líder da categoria, Hamilton Santos (714) que só conseguiu a ultrapassagem sobre Kléber Doria (25), que liderava a bateria, a poucos metros da bandeirada.

 

"Eu vinha atento, atrás dele, deixando enxugar a pista, para fazer a ultrapassagem nas ultimas voltas. Porque não adiantava eu atacar ele para continuar brigando", revela o vencedor. O vencido, Kleber Doria rebate: "A correia partiu e fiz as duas últimas voltas sem correia", explica o segundo colocado.

 

Na Speed, após ter assumido a ponta na etapa passada, o outro representante de Mata de São João, Reynaldo Lucas (369) fez uma corrida tranquila, sem ser ameaçado nas duas baterias, se aproximando do tetra da categoria. "Graças à Deus, deu tudo certo, e agora é sonhar com o tetra", revelou o piloto.

Comentários

Tacitus Tecnologia