PMFS São João

Rossi bate em Wickens no fim e Bourdais vence em São Petersburgo

Sebastien Bourdais foi “presenteado” com a vitória no GP de São Petersburgo, etapa de estreia da IndyCar 2018
2018-03-12 09:31:31
F1Mania
Rossi bate em Wickens no fim e Bourdais vence corrida em São Petersburgo | Reprodução

Bourdais largou na P14 e ocupava a terceira posição quando Max Chilton causou um acidente trazendo a sétima bandeira amarela para a corrida. A relargada aconteceu faltando duas voltas para o final. Alexander Rossi (2º colocado) forçou ultrapassagem para cima do líder Robert Wickens e acabou espalhando, jogando Wickens no muro. Bourdais se aproveitou do toque para vencer a corrida.

 

Hélio Castroneves foi quem deu a ordem para os pilotos ligarem seus carros no início do GP de São Petersburgo. O brasileiro agora é comentarista da TV americana na IndyCar. Logo na volta 4 a primeira bandeira amarela da corrida foi causado por Charlie Kimball. Wickens era o líder, com Jordan King em segundo e Matheus Leist em terceiro. A relargada veio duas voltas depois, com King assumindo a liderança.

 

Alexander Rossi era P5 e já na relargada superou James Hinchcliffe e Leist para ser o terceiro colocado. A segunda bandeira amarelo veio então com Graham Rahal perdendo o controle do carro na Curva 1 e acertando Spencer Pigot.

 

Novamente na relargada alterações importantes no grid: Wickens retomou a liderança, e Leist foi para cima de Rossi que disputava posição com King. Nesse momento Rossi era P2. Foi quando o estreante da categoria, Leist, sofreu problemas com seu Chevrolet da AJ Foyt. Na volta 15 o brasileiro perdeu velocidade e comentou pelo rádio que estava com defeitos eletrônicos no carro, sem embreagem. Leist então recolheu para os boxes.

 

Leist perdeu várias voltas nos boxes e ainda tentou voltar para a pista na volta 25. O brasileiro recebeu uma penalização por sair dos boxes com equipamentos acoplados para logo depois bater forte no muro, trazendo a terceira bandeira amarela da corrida.

 

Faltando 15 voltas para o final, Binder rodou e causou a sexta bandeira amarela da corrida. Boudais estava quase 10 segundos atrás dos líderes Wickens e Rossi e colou novamente na relargada cinco voltas para o final.

 

Chilton então trouxe a sétima amarela da corrida logo na relargada, deixando emocionante as duas voltas finais. Rossi colocou por dentro de Wickens na Curva 1 mas espalhou.

 

O americano perdeu a traseira e atingiu a lateral de Wickens, fazendo o canadense girar. Com a corrida interrompida para limpeza da pista, a oitava (e última) bandeira amarela foi agitada até o final da corrida. Rahal terminou em segundo com Rossi em terceiro. Hinchiciffe foi o quarto e Ryan Hunter-Reay o quinto. Tony Kanaan terminou na P11, 6.5s atrás do líder.

 

GP São Petersburgo – IndyCar 2018 – Final:

 

1) #18 Sébastien BOURDAIS /FRA – (Dale Coyne Honda)

 

2) #15 Graham RAHAL /EUA – (RLL Honda)

 

3) #27 Alexander ROSSI /EUA – (Andretti Honda)

 

4) #5 James HINCHCLIFFE /CAN – (Schmidt Peterson Honda)

 

5) #28 Ryan HUNTER-REAY /EUA – (Andretti Honda)

 

6) #9 Scott DIXON /NZL – (Ganassi Honda)

 

7) #1 Josef NEWGARDEN /EUA – (Penske Chevrolet)

 

8) #10 Ed JONES /ING – (Ganassi Honda)

 

9) #98 Marco ANDRETTI /EUA – (Andretti Honda)

 

10) #12 Will POWER /AUS – (Penske Chevrolet)

 

11) #14 Tony KANAAN /BRA – (Foyt Chevrolet)

 

12) #30 Takuma SATO /JAP – (RLL Honda)

 

13) #22 Simon PAGENAUD /FRA – (Penske Chevrolet)

 

14) #88 Gabby CHAVES /COL – (Harding Chevrolet)

 

15) #21 Spencer PIGOT /EUA – (Carpenter Chevrolet)

 

16) #26 Zach VEACH /EUA – (Andretti Honda)

 

17) #19 Zachary CLAMAN DE MELO /CAN – (Dale Coyne Honda)

 

18) #6 Robert WICKENS /CAN – (Schmidt Peterson Honda)

 

19) #59 Max CHILTON /ING – (Carlin Chevrolet)

 

20) #23 Charlie KIMBALL /EUA – (Carlin Chevrolet)

 

21) #20 Jordan KING /ING – (Carpenter Chevrolet)

 

22) #32 René BINDER /AUT – (Juncos Chevrolet)

 

23) #60 Jack HARVEY /ING – (Michael Shank Honda)

 

24) #4 Matheus LEIST /BRA – (Foyt Chevrolet)

Comentários

Tacitus Tecnologia