Rode Mais com GNV

Em Feira, ruas esburacadas causam transtornos

O cenário de descaso eleva os índices de assaltos e acidentes no local
2018-07-07 14:00:51
Da Redação
Crédito: Mário Sepúlveda/FE

Ruas esburacadas e sem calçamento, falta de saneamento básico, e muito congestionamentos. Estas são as condições que os moradores do bairro Papagaio, convivem todos os dias. O cenário de descaso eleva os índices de assaltos e acidentes no local, além de causar transtornos aos moradores e as pessoas que passam pelo local.


Preocupada com a situação, a moradora do bairro, Tatiane Maurício, solicitou a reportagem do Jornal Folha do Estado para expor a conjuntura, no sentido de os órgãos responsáveis adotarem as providências. O que há, conforme a população local são problemas derivados de muitos outros. “O poder público faz um concerto temporário, mas quando chove os problemas voltam novamente. Os moradores já reclamaram diversas vezes e a secretaria sempre informa que devemos esperar o tempo chuvoso passar para começarem os trabalhos, porém a situação encontra-se assim há mais de seis meses”, disse.


A Rua Quintas do Sol, também localizada no bairro Papagaio, encontra-se na mesma situação há mais de 1 ano. O morador, Amaury Junior, relatou que um dos principais problemas apresentados é o congestionamento em horário do rush. “Em horário de pico a rua fica extremamente congestionada, pois só naquela via existem três condomínios. Os buracos são preenchidos por entulhos porque a própria comunidade se reúne, faz vaquinha e tenta amenizar o problema, mas é algo temporário, teria que fazer um calçamento de qualidade”, disse.


Amaury ainda ressaltou que a Secretária de Planejamento Urbano está ciente da conjuntura, mas nenhuma ação foi realizada. “Os moradores e síndicos ligam constantemente para a secretaria e eles afirmam que vão concertar, mas não resolvem. Outro problema, é que os buracos estão afetando a rede de esgoto e isto está causando um mau cheiro terrível”, completou.


A equipe do Jornal Folha Estado tentou entrar em contato com a Secretaria de Desenvolvimento Urbano, mas a mesma não obteve resposta. 

Comentários

Tacitus Tecnologia