PMFS Peixaria

Na visão de Horner, Ricciardo temia papel de ‘número dois’

O chefe da Red Bull, Christian Horner, acredita que Daniel Ricciardo temia escorregar para o papel de “número dois” atrás de Max Verstappen dentro da equipe austríaca
2018-08-09 12:06:06
F1Mania
Crédito: Reprodução

O chefe da Red Bull, Christian Horner, acredita que Daniel Ricciardo temia escorregar para o papel de “número dois” atrás de Max Verstappen dentro da equipe austríaca. Na semana passada, Ricciardo inesperadamente anunciou que deixaria a RBR depois de cinco anos.

 

Ricciardo é companheiro de equipe de Verstappen desde 2016, envolvido em uma briga muito disputada entre os dois. Mas agora o piloto de 29 anos vai juntar-se à Renault em busca de um novo desafio. E Horner acha que o australiano estava com medo de cair para o papel de segundo piloto dentro da equipe.

 

“Eu acho que em sua cabeça ele sentiu que depois de cinco anos ele sente que precisa de um novo desafio, um novo prospecto. Eu acho que obviamente ele escolheu juntar-se à equipe Renault, porque ele acredita que está em ascensão. Ele conhece o produto Renault muito bem por todo o tempo que passou conosco.

 

“E eu não posso deixar de acreditar que ele quer estar em uma papel de liderança, talvez em um ambiente menor. A competição entre ele e Max é intensa. Max está ficando cada vez mais forte. E eu acho Daniel acabou de decidir que o momento certo para ele verificar e tentar outra coisa.”

 

No entanto Horner afirmou que eles teriam status igual na equipe: “Ele vê Max crescendo em termos de velocidade e força e ele não quer desempenhar um papel de apoio, eu acho, por falta de palavras melhores. Não que eles seriam tratados de formas diferentes.

 

“Eles teriam o mesmo status que sempre tiveram, mas não posso de deixar de achar que talvez tenha sido isso grande parte da decisão de Daniel. Eu poderia entender se fosse para a Ferrari ou para a Mercedes. Mas é um risco enorme no estágio de sua carreira”.

Comentários

Tacitus Tecnologia
Corrida Kids