Desenbahia 2

Casais feirenses regulamentam união estável

Esta edição houve uma predominância de casais jovens, interessados em constituir uma família
2018-11-08 14:30:05
Secom/PMFS
Crédito: Reprodução

Uma celebração ecumênica que reuniu centenas de pessoas no Ginásio de Esportes do Serviço Social da Indústria (SESI), na manhã desta quinta-feira (8) 150 casais disseram “sim”, na 17ª edição do Casamento Coletivo, programa promovido pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (SEDESO) e que, oficialmente, leva o nome de Família Cidadã.


O megaevento é uma parceria entre a Secretaria de Desenvolvimento Social e a Justiça, responsáveis pela tramitação dos documentos necessários nas esferas cíveis, cuja organização, este ano, foi iniciada no mês de abril, com a abertura das inscrições para os casais interessados.


A importância da iniciativa, transformada em tradição no calendário das atividades anuais da SEDESO, “é de assegurar direitos sociais aos casais através da união estável, sem nenhum custo para os interessados, pois o Governo Municipal e a Justiça arcam com todas as dispesas”, resume o secretário Ildes Ferreira.


Esta edição houve uma predominância de casais jovens, interessados em constituir uma família, como é o caso de Jeferson Barreto, de 23 anos, e Raquel Alves Santos, de apenas 16, que se casou com o consentimento dos pais. Se contrapondo a este quadro, às edições anteriores a maioria dos casais tinham o perfil de pessoas idosas e já conviviam juntas há muito tempo. Este ano, o noivo mais velho, Brasiliano Ferreira, tem 65 anos.


Ao lado da juíza de Direito Kátia Regina Mendes, que atua na Vara Cível do Fórum Desembargador Filinto Bastos, o prefeito Colbert Martins Filho, ao felicitar os noivos, sublinhou que “o mais importante é que, além do respeito mútuo, vocês passam a ter uma segurança jurídica, constituído efetivamente uma família”, disse.

Comentários

Tacitus Tecnologia
PMFS Tv digital