PMFS Procultura

Sobreviventes de incêndio relatam como se salvaram da tragédia

13 dos 26 jovens que estavam na hora do acidente saíram sem ferimentos do local e relataram sobre o ocorrido e contaram (ou parentes contaram) como se salvaram da tragédia
2019-02-09 09:20:48
globoesporte.com
Crédito: Reprodução
Crédito: Reprodução

O incêndio que atingiu o CT do Flamengo na manhã da última sexta-feira (9) deixou 10 vítimas fatais, além de três feridos. 13 dos 26 jovens que estavam na hora do acidente saíram sem ferimentos do local e relataram sobre o ocorrido e contaram (ou parentes contaram) como se salvaram da tragédia.


Entre os hospitalizados, Cauan Emanuel Gomes Nunes (14 anos) e Francisco Diogo Bento Alves (15) chegaram ao Hospital Vitória, localizado na Barra da Tijuca, e ficarão em observação no CTI (Centro de Tratamento e Terapia Intensiva) por 24 horas. A previsão é de alta após esse período, ou seja, pela tarde deste sábado. Eles passam bem.


Jonathan Cruz Ventura (15) é quem está em situação mais crítica. Ele teve cerca de 35% do corpo queimado e foi transferido para o Hospital Municipal Pedro II, em Santa Cruz, que é referência no assunto.


Gustavo Maia


• 14 anos


Por pouco, o amapaense Gustavo Maia não estava no alojamento que pegou fogo na manhã desta sexta-feira. O jogador não recebeu a autorização do pai, Cláudio Lima, para dormir no CT: "Era para ele estar lá, mas eu não deixei". Guga, como é conhecido o meia, é visto como uma das principais promessas das categorias de base do Flamengo, onde está desde 2018, após ter defendido o Vasco por anos.


Henrique Martins


• 15 anos


O catarinense Henrique Martins foi salvo por um documento. O menino, que havia chegado no Ninho do Urubu nesta quinta-feira, por empréstimo do Criciúma, só não dormiu no alojamento que pegou fogo na última noite porque estava sem passaporte. O pai do atacante, Renato Martins, veio com o filho ao Rio e declarou que, nesta sexta, iam "dar entrada no passaporte e depois voltar ao Ninho do Urubu para conhecer melhor todas as instalações, assinar contrato, tirar fotos...".

 

Pablo Ruan


• 16 anos


Natural de Londrina (Paraná), Pablo Ruan contou com a ajuda de um amigo para escapar das chamas do incêndio que atingiu o alojamento provisório do Ninho do Urubu nesta sexta-feira. Após ser acordado por um colega de quarto, eles conseguiram se salvar pulando pela janela. O jogador chegou ao clube em setembro de 2018, após ser revelado pela Portuguesa Londrinense.

 

Ryan Matheus


• 15 anos


Uma discussão entre Ryan Matheus e sua mãe, na última noite, salvou o atleta de presenciar o incêndio. Quando ficou sabendo que não haveria treino nesta sexta-feira, o meia decidiu dormir em casa, contrariando a vontade da mãe, Daniele, que pediu para que ele ficasse no alojamento, visto que já era tarde.

 

Samuel Barbosa


• 16 anos


O piauiense Samuel Barbosa é outro sobrevivente da tragédia no Ninho do Urubu: o menino acordou com a fumaça e correu, conseguindo escapar do incêndio. Ele ainda acordou outro amigo, que está no hospital (ainda não se sabe qual das três vítimas), antes de fugir. Segundo seu pai, Washington Luiz, "ele não consegue falar, só chora". Samuel está nas categorias de base do Flamengo há sete anos e há um dormia no alojamento provisório que pegou fogo.


Sobre a tragédia:


Segundo o vice-governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, os bombeiros foram acionados às 5h14, chegaram ao Ninho do Urubu às 5h38 e apagaram o incêndio em pouco menos de uma hora. A principal linha de investigação indica que a tragédia no CT do Flamengo teve origem em um aparelho de ar-condicionado de um dos quartos do alojamento.


Há 10 mortos e três feridos. Todas as vítimas já foram confirmadas pelo clube e todas era atletas da base rubro-negra: Arthur Vinícius (14 anos); Athila Paixão (14); Bernardo Pisetta (15); Christian Esmério (15); Gedson Santos (14); Jorge Eduardo (15); Pablo Henrique (14); Rykelmo de Souza Viana (16); Samuel Thomas Rosa (15); e Vitor Isaías (14).


Entre os três feridos, a situação é a seguinte: Jhonatan Cruz Ventura, 15 anos, inspira mais cuidados, uma vez que está com 35% do corpo queimado e passa por cirurgia. Francisco Diogo Bento Alves, 15 anos, está no CTI, mas seu estado é estável. Cauan Emanuel Gomes Nunes, 14 anos, está lúcido e conversando.  

Comentários

Tacitus Tecnologia