PMFS Procon

Feira de Santana registra seis meses de reduções em mortes violentas

De setembro de 2018 até fevereiro de 2019 foram registrados 82 casos a menos comparando o mesmo período de 2017/2018
2019-03-09 16:28:25
Crédito: DIVULGAÇÃO SSP
Crédito: DIVULGAÇÃO SSP

Ações conjuntas das polícias Militar e Civil resultaram na queda de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) - homicídio, latrocínio e lesão dolosa seguida de morte -, nos últimos seis meses, no município de Feira de Santana. Com mais de 495 mil habitantes, a cidade apresentou uma redução de 42,9% de mortes violentas, de setembro de 2018 a fevereiro de 2019, comparado ao mesmo período de 2017/2018.


Segundo o comandante do Policiamento na Região Leste, coronel PM Luziel Andrade, a atuação se intensificou nesse período com a 'Operação das Barreiras'. “Identificamos os pontos mais sensíveis, realizamos abordagens e com isso conseguimos fazer muitas apreensões de armas e drogas então, consequentemente, o resultado se mostrou na queda nos registros de crimes”, destacou acrescentando que os apoios do Batalhão de Choque e Grupamento Aéreo da PM foram essenciais.


O oficial ainda ressaltou a importância das ações de combate à poluição sonora. “Observamos que os locais e festas com paredões de som tinham uma incidência maior de mortes e de tráfico. Acredito que as operações realizadas nesse sentido também foram expressivas para o resultado”, afirmou coronel Luziel.


Já o delegado Roberto Leal, titular da 1ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Feira de Santana), enfatizou que as ações conjuntas foram peças chaves para a redução em CVLI. “Tivemos a Operação Capitãs de Areia em setembro de 2018 com 120 policiais, conjunta com a Polícia Militar. Resultou em 16 mandados de prisão cumpridos, seis prisões em flagrante e mais de 60 armas de fogo localizadas”, disse.


Além disso, foi realizada a 'Operação Trenó', pela Polícia Civil, em dezembro do ano passado com objetivo de cumprir 21 mandados de busca e apreensão, no bairro Tomba. “Esse local em Feira é um dos mais problemáticos, por isso temos uma atenção maior voltada para lá. Apreendemos 50 kg de entorpecentes e duas armas, além de quatro presos em flagrante”, pontuou o delegado.


Ambos frisaram que as ações continuam intensificadas, sobretudo no período da 'Micareta de Feira', que é uma das festas baianas que mais reúne pessoas vindas de vários lugares, para a região. 

Comentários

Tacitus Tecnologia