UNINASSAU | VESTIBULAR 2019.2
Linha governista

Kannário explica voto a favor da Previdência

‘Para que o Brasil não passe pela mesma situação econômica que a Venezuela’, completou o deputado
2019-07-12 07:30:52
bahia.ba
Crédito: Roberto Viana/Ag. Haack/bahia.ba.
Crédito: Roberto Viana/Ag. Haack/bahia.ba.
Feira Beer run

Após críticas de eleitores, fãs e seguidores nas redes sociais por ter votado a favor da Proposta da Emenda à Constitução (PEC) da reforma da Pevidência, aprovada na Câmara dos Deputados, Igor Kannário se defendeu.

 

Por meio de uma nota de esclarecimento, divulgada em suas redes sociais, o parlamentar, que também é cantor, disse que votou sim para “que o Brasil não passe pela mesma situação econômica que a Venezuela”.

 

“Por conta do rombo no orçamento do país, nenhuma empresa internacional quer investir nem exportar seus produtos para o país, isso faz com que os preços subam. Os produtos internos não suprirão as necessidades da população. O BPC antes era concedido a idoso a partir de 65 anos que não tivesse condições de se manter ou ser mantido pela família, isto está também na Loas (lei orgânica de assistência social). A nova proposta é a partir de 60 receber 400 reais e 70 valor integral de 1 salário mínimo, isso por que houve uma alteração na idade para aposentadoria comum. Essa alteração baseia-se nesse cálculo”, argumentou.


Kannário disse ainda que a “população brasileira está envelhecendo e a previdência não tem como manter as aposentadorias se não fizer a reforma”.

 

“Além disso, haverá a aprovação dos destaques que estão sendo analisados para ser acrescido na lei. Dentre os temas a serem votados estão: regras mais brandas para policiais, nova regra de cálculo para mulheres, mudanças para professores e pensões por morte, ou seja, muitas melhorias ainda estão por vir. Em momentos como esse, é importante olhar para o futuro do Brasil”, concluiu.

Comentários

Tacitus Tecnologia
PMFS JULHO AMARELO