Obrigado a se retratar

Daniela Mercury vence processo contra pastor Isidório

Pastor havia ofendido a cantora após ela ter defendido peça com Jesus transexual
2019-08-12 15:10:03
JM Notícias
Reprodução
Reprodução

Na última sexta-feira (9), durante uma audiência de reconciliação no Fórum Criminal de Salvador decidiu que o deputado federal Sargento Isidório (Avante-BA) deve se retratar pelas ofensas proferidas por ele contra a cantora Daniela Mercury.

 

No ano passado, Isidório gravou um vídeo criticando a artista que havia defendido a peça teatral com Jesus Cristo sendo representado como transexual e criticando os cristãos.

 

No vídeo, o pastor pede para Daniela “tomar vergonha na cara”, diz que ela faz “sindicato da viadagem”, “endemoniada”, “escrava de satanás”, entre outras afirmações que foram consideradas calúnias pela Justiça.

 

Na pena, o pastor foi obrigado a gravar um vídeo com o mesmo tempo que o primeiro e ainda terá que destinar 25% do seu salário de deputado a duas entidades que foram escolhidas durante a audiência: o Instituto Nice de Apoio a Mulheres Travestis e Transexuais e o Hospital Martagão Gesteira, que trata crianças com câncer.

 

Ao publicar o pedido de desculpas, Isidório disse que teve uma “conversa saudável” com Daniela e que da forma que ele gravou o vídeo pareceu que ele estava falando dela, algumas frases, mas que não era. “Se por ventura eu fiz ofensas, exacerbi, longe de mim… até porque no coração de cristão não pode ficar ódio. Não tive interesse de ficar com raiva, com nada. Ela é o axé da Bahia e eu sou o pastor da Bahia”, declarou.

 

Ele disse também que “toda vez que bolir com minha fé vai ter briga, toda vez que bolir com liberdade vai ter briga, porque ela defende um lado, eu defendo outro”.

Comentários

Tacitus Tecnologia