Salvador

‘Não quero um neto vindo de um estupro’, diz vereador

Vereador defendeu que mulheres que sofreram estupro e engravidaram possam abortar
2019-08-13 20:45:28
Bahia.ba
Reprodução/bahia.ba
Reprodução/bahia.ba

O vereador Ricardo Almeida (PSC) novamente destacou a sua posição contrária ao aborto e a favor da criminalização do ato, nesta terça-feira (13). Em entrevista à rádio Metrópole, o edil disse que é “irrestritamente” contra o aborto e considera a mulher que aborta uma “homicida, já que destruiu uma vida”.

 

A exceção, para o vereador, fica por conta de mulheres que engravidaram durante o ato de estupro. “Eu sou pai e não ia querer ser avô de um neto vindo de um estupro. Você vai passar a vida inteira convivendo com alguém que traz lembrança…”, justificou Ricardo, que é presidente do PSC em Salvador. “No caso de estupro, já é previsto em lei, eu sou a favor [da descriminalização]”, acrescentou.

 

Marta Rodrigues (PT), que também participou da entrevista, pontuou que é a favor da descriminalização do aborto, mesma posição de seu partido.

Comentários

Tacitus Tecnologia