Bahia Aqui é Trabalho 2019
Feira de Santana

Carga de celulares avaliada em R$ 150 mil apreendida

Cada aparelho avaliado em R$ 9.000 e com lançamento previsto no mês que vem no Brasil, estava acompanhando dos acessórios (fones de ouvido e carregador)
2019-09-30 06:35:55
Crédito: Divulgação/Nucom-PRF
Crédito: Divulgação/Nucom-PRF

A Polícia Rodoviária Federal (PRF), prendeu nesta sexta-feira (27), dois homens que estavam transportando celulares contrabandeados do Paraguai.


Por volta das 17 horas, em Feira de Santana, na BR-116, agentes da PRF abordaram dois homens que estavam em um VW/Polo com placas de Minas Gerais.


Durante a entrevista aos ocupantes do veículo, percebeu-se certo nervosismo com a presença da polícia e contradições, o que levou a equipe a aprofundar os procedimentos de fiscalização.


Em vistoria, os policiais encontraram em poder dos infratores 17 aparelhos de telefonia celular de última geração. Cada aparelho avaliado em R$ 9.000 e com lançamento previsto no mês que vem no Brasil, estava acompanhando dos acessórios (fones de ouvido e carregador).


À equipe da PRF, os homens confessaram que adquiriram a mercadoria no Paraguai e que pretendiam transportar e comercializar a carga ilícita para Aracaju.


O condutor, de 42 anos de idade, e o passageiro, de 38 anos, foram presos em flagrante pelo crime de descaminho (importar produtos sem o pagamento dos respectivos impostos), cuja pena prevista no Código Penal varia de um a quatro anos de prisão.


Os presos e o material apreendido foram apresentados à autoridade de plantão da Delegacia de Polícia Judiciária em Feira de Santana.


Previsto no art. 334 do Código Penal, o crime de Descaminho representa uma concorrência desleal com os comerciantes regularmente instalados e diminui os empregos com Carteira de Trabalho assinada no país.


O flagrante ocorreu durante a Operação Lábaro que tem como foco principal oferecer reforço concentrado no policiamento preventivo e repressivo em locais e horários de maior incidência de acidentes graves e de criminalidade, a fim de resguardar a segurança dos usuários nas rodovias federais.

Comentários

Tacitus Tecnologia