Bahia Aqui é Trabalho 2019
Feira de Santana

Espaço Viva Mulher celebra 7 anos de atividades

As atividades tem como missão amparar e confortar mulheres cujas existências são permeadas de diferentes tipos de sofrimentos e violência
2019-10-04 17:27:53
Da Redação
Crédito: Divulgação
Crédito: Divulgação

O dia 7 de outubro será muito especial para o Espaço Viva Mulher, em Feira de Santana. Nesta data, que para os católicos marca o dia de Nossa Senhora do Santo Rosário, será comemorado também as atividades que são desenvolvidas no local, que é administrado pelas Irmãs Missionárias do Santo Rosário, junto com arquidiocese de Feira de Santana, tendo a frente a missionária nigeriana Augustina Obi. As celebrações começam a partir das 9 horas, com momentos do oração de atividades desempenhadas pelo espaço. Cerca de 200 mulheres já foram atendidas no local em sete anos de ações.


O Espaço Viva Mulher é uma pastoral da Arquidiocese de Feira de Santana, de cunho social, ecumênico e solidário, de caráter sócio preventivo, sem fins lucrativos. Desde 31 de janeiro de 2012, aponta para busca e construção de novas relações entre gêneros e desenvolvimento integral da mulher atendida, estando elas em situação de vulnerabilidade ou risco social, a partir de um trabalho de prevenção e acolhida.


As atividades tem como missão amparar e confortar mulheres cujas existências são permeadas de diferentes tipos de sofrimentos e violência. Para isso, as mulheres são acolhidas, recebem formação humana e cristã, profissional e cidadã, tornando-se presença solidária, profética e evangélica. O espaço oferece gratuitamente cursos profissionalizantes de manicure, decoração de unhas, mega hair, trança afro, maquiagem e design de sobrancelhas, corte de cabelo e barba, penteado e culinária, alternativas sociais e econômicas, atendimento psicológico e jurídico. Para manter as atividades, o local conta com o apoio da Arquidiocese e produção local como amendoim torrado, fabricação de molho de pimenta e abará nigeriano.

 

Além do Espaço Viva Mulher, as missionárioas também desenvolvem trabalhos no Centro Social Monsenhor Jessé, Pastoral Carcerária e Projeto Mãos Unidas. 

Comentários

Tacitus Tecnologia