SECOM - BAHIA AQUI É TRABALHO
‘Bafão’

Dayane Pimentel e eleitora discutem em aeroporto

Dayane foi acusada de trair o presidente. A mulher questiona, também, sobre prestação de contas do Fundo Partidário do PSL na Bahia
2019-11-08 14:26:18
Crédito: Reprodução
Crédito: Reprodução
PM Santo Estevão II

Em um vídeo que circula nas redes sociais, a deputada federal Dayane Pimentel (PSL) aparece discutindo com uma mulher que se identifica como advogada  e eleitora de Bolsonaro. A discussão aconteceu em um aeroporto ,já a cidade não foi identificada.


No atrito, Dayane é acusada de trair o presidente. A mulher questiona, também, sobre prestação de contas do Fundo Partidário do PSL na Bahia. “Está no TRE”, diz Dayane.


Visivelmente irritada, a deputada chama a mulher de medíocre e diz que ainda é Bolsonaro. Mais à frente no vídeo, a deputada respondeu a mulher.


“Roubei, matei, não. Sou a primeira deputada da Bahia. Mais atuante”, argumentou a parlamentar baiana. Ao se afastar da mulher, Dayane ameaçou chamar a polícia.


A deputada e o marido Alberto Pimentel, secretário de Trabalho do governo municipal em Salvador, vivem um turbulento momento político, inclusive com denúncia de contratação irregular de um escritório de advocacia, com dinheiro do gabinete de Dayane, para uma situação particular da deputada.

 

Em um vídeo que circula nas redes sociais, a deputada federal Dayane Pimentel (PSL) aparece discutindo com uma mulher que se identifica como advogada de formação e eleitora de Bolsonaro. A discussão aconteceu em um aeroporto – a cidade não foi identificada. No atrito, Dayane é acusada de trair o presidente.

 

A mulher questiona, também, sobre prestação de contas do Fundo Partidário do PSL na Bahia. “Está no TRE”, diz Dayane. Visivelmente irritada, a deputada chama a mulher de medíocre e diz que ainda é Bolsonaro. Mais à frente no vídeo, a deputada respondeu a mulher. “Roubei, matei, não. Sou a primeira deputada da Bahia. Mais atuante”, argumentou a parlamentar baiana. Ao se afastar da mulher, Dayane ameaçou chamar a polícia.

 

A deputada e o marido Alberto Pimentel, secretário de Trabalho do governo municipal em Salvador, vivem um turbulento momento político, inclusive com denúncia de contratação irregular de um escritório de advocacia, com dinheiro do gabinete de Dayane, para uma situação particular da deputada.

 

Comentários

Tacitus Tecnologia
PMFS Novembro Azul