PMFS novo
Dia 17 de abril

Livro conta memória gastronômica de Feira de Santana

O projeto tem como objetivo valorizar outras formas de manifestações culturais do povo feirense
2021-04-14 17:23:20
Crédito: Divulgação
Crédito: Divulgação
Bahia Estado Solidario

O livro Memória,Territorialidade e Gastronomia de Feira de Santana será lançado no dia 17 de abril, às 18h, no canal da editora segundo selo, no Youtube e contará com a participação da Chefe de Cozinha e autora do livro, Monia da Hora e Ana da Maniçoba, a antropóloga Tatiane Muniz e da fotógrafa especializada em gastronomia, Belle Quintas como convidadas.


O projeto é contemplado pela lei de incentivo à cultura - Aldir Blanc, promovido pela Prefeitura do Município de Feira de Santana na linha de Cidadania Cultura e Diversidade e estará disponível no formato de e-book para todas as plataformas digitais de leitura.


O livro é resultado de um trabalho de pesquisa etnográfica e bibliográfica sobre as memórias da gastronomia de Feira de Santana, elaborado a partir da história de vida de atores da cena gastronômica local, com linguagem de fácil compreensão e que trará elementos da cultura alimentar feirense. A publicação estará disponível de forma gratuita no site da Editora Segundo Selo.


O trabalho contou com a equipe técnica composta pela chefe de cozinha Monia da Hora, com o professor e historiador Clóvis Ramaiana, a professora e antropóloga Tatiane Muniz, a socióloga Fernanda Santiago, a cientista social Edicarla Macedo, o estudante de geografia Gabriel Moreira, e com o trabalho fotográfico da food Style Belle Quintas e a comunicação digital da Giuliana Diniz.


Para a proponente do projeto, Monia da Hora, o projeto tem como objetivo valorizar outras formas de manifestações culturais do povo feirense. “A cultura feirense precisa ser valorizada em todas as suas formas e a comida é uma delas. Registrar essa cultura alimentar em um livro é uma maneira de valorizar a nossa identidade, reconhecer quem somos dentro desse caldeirão cultural imenso chamado Bahia”, reflete.


Monia ressalta ainda que o formato de e-book possibilitará um acesso maior ao seu conteúdo. “Qualquer pessoa, em qualquer lugar do mundo, poderá ter acesso, ampliando de modo significativo seu alcance, mas principalmente fazendo o próprio feirense se reconhecer em sua cultura. Queremos com isso contribuir com a promoção da cultura gastronômica da cidade tanto para o seu próprio povo, quanto para o reconhecimento e valorização da cultura local, criando uma oportunidade para destacar a qualidade da culinária feirense, a colocando no circuito gastronômico e cultural das cidades do interior do Estado”, afirma.


A chefe de cozinha acredita também que o projeto possibilita a valorização de outras manifestações culturais do povo Feirense. Não ignorando outras possibilidades como é o caso do mesmo ser usado como material didático usado pelas escolas no município ou como referencial teórico de pesquisas científicas que abordem a cultura local. “Este trabalho dialoga com as artes visuais e as expressões da cultura alimentar regional. Como também tudo que fale consequentemente sobre a história dos comerciantes e alguns territórios que marcam a comercialização dos itens gastronômicos muito utilizados em nossa região”, conclui. 

Comentários

Tacitus Tecnologia
EMBASA 50 ANOS I